2010/01/26

As i am


(se quiser ouvir o som, desligue a playlist da barra lateral)
As discussões à volta do Orçamento do Estado trazem-me de cabeça à nora. 
Não há dinheiro nos cofres do Estado? Pois como é que pode haver? Diz-se que o dinheiro que a Madeira reclama que é uma gota de água, que as mordomias dos políticos que passam à "reserva" da Nação, Ministros e por aí abaixo, idem aspas, que há que dar mais subsídios para tudo e mais alguma coisa, etc etc.
Nós somos assim! 
Podemos continuar assim?!...

3 comentários:

Tozé Franco disse...

Olá António.
Poder, não sei se podemos, mas palpito que continuemos, ate isto rebentar.
Um abraço,

as-nunes disse...

Viva Tozé

A questão do Orçamento continua na ordem do dia e cá andam as várias corporações económicas e profissionais a fazer pela vida a pressionar.

Vamos lá a ver se a corda não estica de tal ordem, que acabe por partir.

Quem não chora não mama!? Será sempre assim?...

Um abraço

Pena disse...

Olhe, Fabuloso Amigo:
São realidades em plena Democracia em que não se está a cumprir minimamente o prometido em actos eleitorais.
Assiste-se a tanta indiscriminação e desencanto, precioso amigo.
Corrupção, desgoverno. E, as pessoas? São gente anónima que reclama por tantos direitos.
Fantástico e sóbrio texto repleto de significação imensa.
Fez uma reflexão profunda e admirável.
Adorei.
Bem-Haja pela simpatia que deixou expressa no meu blogue que me sensibilizou.
Abraço amigo de respeito, estima e elevada consideração.
Sempre a lê-lo com atenção pelo seu brilhantismo e magia literárias.
OBRIGADO.

pena

Deve ser um Ser Humano fantástico. De eleição.