2012/02/26

Um Plano Marshall de combate ao desemprego na Europa

Ouço, com muita frequência, a Antena Um. Há dias, já noite fechada, estacionei junto a um declive sobre o vale das Cortes -  Leiria, vinha eu a ouvir o programa "Contraditório", ao mesmo tempo que observava as luzes dessa zona de vale do Lis, desde o lado da Barreira.
E falava-se sobre Durão Barroso e as suas presumíveis incursões no meio político/social português, talvez a preparar uma eventual candidatura à presidência da república...será que já há movimentações tendo em vista uma retirada precipitada de Cavaco Silva?
E que o desemprego galopante que se verifica em Portugal e em toda a Europa só poderá ser combatido através da adoção dum Plano baseado nos métodos do Plano Marshall dos Americanos para recuperar a Europa no pós II Guerra Mundial?
Ou seja, confirma-se que estamos em guerra, uma nova forma de fazer guerra, com o objetivo de cada país posicionar a sua economia o melhor possível, de forma a dominar os mercados e proteger os interesses particulares dos seus povos! 
É, então, isto, a União Europeia?!...

Ao longe as luzes de toda a zona do vale do Alqueidão, Fontes e Cortes
Eram 7:33 m PM
@as-nunes

4 comentários:

BlueShell disse...

Não há dúvida: estamos em guerra!!!

Bom fds
Bshell

as-nunes disse...

Bom fim de semana, Blue

Luís Coelho disse...

Bom dia Amigo
Já não duvido que estamos em guerra aberta e declarada.
De um lado estão os nativos cada dia mais pobres e sem direitos.
Do outro lado temos os chineses. franceses e muitos políticos ávidos de poder e de se banquetear.

O Barroso espreita mais uma oportunidade de ficar "na boa" não para servir o país, mas para salvaguardar os seus interesses e bem estar assim como os dos seus comparsas.

Um abraço e um bom dia.

elvira carvalho disse...

Claro que estamos em guerra amigo. Só que se substituiram os canhões por cifrões.
Um abraço e uma boa semana