2012/03/30

Câmara Municipal de Leiria: correta informação pública reposta

Estamos no Jardim de Sto. Agostinho no Largo de Infantaria 7, em Leiria. Nota-se, na foto, uma pequena árvore junto a uma placa evocativa, cujos pormenores se podem ler na foto a seguir. Ao lado esquerdo também aparece outra árvore, de pequeno porte. São estas duas árvores, dois Quercus, que estão na origem desta entrada. A do meio, é um Quercus rubra e a placa esteve muitos anos a ele associado, indevidamente. É que na placa se refere que foi plantado um Quercus Robur para comemorar o protocolo de geminação entre as cidades de Leiria e Rheine

Finalmente, há uns meses atrás, recebi um e-mail dos serviços respetivos da Câmara, a informar-me, como cidadão/munícipe de Leiria e autor deste blogue, de que foi plantada uma nova árvore (Quercus Robur) mais ao lado e para o seu pé foi transferida a placa em questão. Como era de toda a justiça e por uma nobre causa.

Esta questão básica foi levantada neste blogue em 2007(2) e reforçada noutras ocasiões (*), tendo inclusivamente, o assunto sido reportado pessoalmente ao atual (já o tendo sido à anterior) Presidentes da Câmara. 


Finalmente, a Câmara emendou aquele erro, um erro grosseiro e impróprio tendo em conta as suas funções de interesse público.
Como se pode observar na foto, aqui sim, temos um Quercus robur.  Repare-se na diferença do formato das folhas. (*)(2)

Aqui fica, então, esta singela, mas útil e dignificante nota (como se impunha) , para que conste. Uma posição digna de louvor por parte da atual Câmara Municipal de Leiria, que é com muito gosto que deixo aqui registado.

Talvez que, por esta via, mais pessoas fiquem a saber distinguir um Quercus robur de um Quercus rubra. (ver pormenores aqui) 
Até porque não considero que esta seja uma questão de somenos, pelo contrário. É cada vez mais necessário e urgente que as autarquias se preocupem a sério com a preservação do património botânico dos espaços públicos. Desta forma dá-se um passo importante para a consciencialização dos cidadãos para  a necessidade de cada um de nós se preocupar com a manutenção das árvores, arbustos, outras plantas e flores das nossas cidades, vilas e aldeias.
Elementar, caros amigos e concidadãos deste planeta. Elementar.
-
@as-nunes   

1 comentário:

Rogério Pereira disse...

Dar o nome certo, não é questão de pouca importância, sobretudo se os nomes definem os seres.

Os actos de cidadania são todos louváveis e deles estamos carecidos... Bem haja