2012/04/27

Os meus olhares da minha rua


Saí de casa, saco do lixo na mão, máquina fotográfica à bandoleira, recolhi estes apontamentos fotográficos, já de regresso a casa, num dia destes, de finais de Abril de 2012. 
Esta zona dos Lourais é uma espécie de fronteira entre duas freguesias: as flores (tremoço (*), as amarelas) da linha superior medram em terreno do lado das Cortes; as giestas e os dois aspetos da rua pertencem à minha freguesia, da Barreira.

A minha rua, neste dia, vi-a assim...
-
E...já que estamos em Abril... águas mil... versos mil:


A minha rua 
é a dos Lourais
que bem se vê dela a Lua
e vastas quintas senhoriais

E muitas aves
muitas flores
sons nas claves
vários odores

Deste lado é a Barreira
lá mais abaixo as Cortes
da minha varanda altaneira
posso sentir emoções fortes

Com força a água escorre
em dias de temporal
o Rio Lis ela socorre
e leva ao Litoral.


as-nunes

(*) Tremocilha-amarela Lupinus luteus L. (Fabacea) (ver aqui, por exemplo)
ou tremoceiro-amarelo (Lupinus luteus) (como se pode ver no http://dias-com-arvores.blogspot.pt/ )
Obrigado, Luís Coelho pela dica; se aqui voltares podes fazer o favor de deixar a identificação da flor roxa?REMRELA (LUPINUS LUTEUS)
@as-nunes 

13 comentários:

Catarina disse...

E que belos e coloriodos olhares!

as-nunes disse...

Bom dia (aqui, de madrugada), Catarina, obrigado pelo toque!

Fim de tarde, presumo...
estou a deliciar-me com estas cores da natureza!

Natureza-Deus!

Abraço

Luís Coelho disse...

Essa flor não é do tremoço que comemos acompanhado de uma cerveja fresca, tremoço doce.
Esta é a flor da tremocilha ou como dizem aqui na aldeia - tremocinha.

As vagens são mais pequenas e as sementes são escuras e redondas. Não servem para alimentação.

Os antigos semeavam estas plantas para servirem de adubo e fertilizantes dos terrenos pobres.
Na altura da floração eram arrancadas e dispostas em camadas no fundo dos regos onde depois semeavam o milho.

As fotos são sempre maravilhosas.

vendedor de ilusão disse...

Olá, vim em visita e, mais uma vez, lhe parabenizo pelo blog, Tenhas um magnífico final de semana.
Abraços.

as-nunes disse...

Obrigado Luís.

Já acrescentei uma nota explicativa para as pessoas não poderem ser induzidas em erro ou alguma imprecisão.

Já agora, sabes o nome da outra ao lado, a roxa.

Margarida disse...

Seja muito bem vindo! :)

AFRICA EM POESIA disse...

Foi bom passar por aqui

vou voltar


beijos

dilita disse...

Olá bom dia e também bom fim de semana.
Que dizer do que vejo no seu blog?
Que é lindo.
Com poesia "fresquinha" ainda ganhou mais valor.
As fotos um encanto com estas flores, uma dádiva da Natureza em que nem sempre reparamos.(ingratos...)
Só falta sentirmos o aroma forte das flores da tremocilha, mas recordamos...
Abraço.
Dilita

as-nunes disse...

Bom dia a todos os viandantes que por aqui vão aportando, nem que seja só para tomar um fôlego e prosseguir a viagem. Que ela pode ser longa e tormentosa.

Quanta informação circula nestas partículas invisíveis do éter infinito, mas que nos serve de via para nos comunicarmos, ver, ouvir, sentir, quantas vezes? até o odor das plantas, é verdade, "Lilita"?!...

Bom fim de semana, que o Tempo/vento vos seja favorável...

Abraços
António

relogio.de.corda disse...

Também gostei do colorido das fotos. E acho que conheço esta rua...

Rui Pascoal disse...

Neste Abril Primaveril
O Sénior e o Infantil
Viram Juvenil.
É do baril!
:)

M. Lourdes disse...

Eles não sabem que o sonho comanda a vida... Mas felizmente ainda há quem sonhe, como se pode ver através das tuas palavras, textos, poesias,imagens tão bonitas, reveladoras de muito talento e de muita sensibilidade!
Um beijo da tua irmã
M. Lourdes

as-nunes disse...

Minha querida e linda irmã Lourdes

São os teus olhos, minha irmã, são os teus olhos que me vêm assim. Mas sabe bem, muito bem mesmo, confirmar que somos uma família unida.
Assim continuaremos enquanto cá andarmos, nesta vida, contentes/descontentes, mas fortes porque unidos!

Um beijo para ti, também, que a vida te sorria, serena...
António