2010/05/22

LEIRIA - Dia do Município e da Diocese

O Largo da República e a sede dos antigos Paços do Concelho, hoje, Câmara Municipal de Leiria. As bandeiras de Portugal, do Município  e da União Europeia, içadas, a condizer.
Uma das características mais significativas deste largo é que nele estão implantados cerca de uma dezena de pinheiros mansos. Um dos ex-libris da região de Leiria com o seu histórico e emblemático "Pinhal de Leiria".
É de notar um antigo marco do correio como já não se vêm com facilidade. E mais um painel de propaganda política a apelar à resistência contra o aperto do cinto a que estamos a ser forçados. Esta zona é, por assim dizer, reservada para as campanhas do BE.

Nossa Senhora do Fetal, uma das Paróquias da Diocese de Leiria-Fátima. Em exposição numa das barraquinhas do Jardim Luís de Camões.

Esta rosa amarela fotografei-a ontem, no meu jardim, na freguesia e paróquia da Barreira. Antes que murchasse com este sol abrasador que se tem feito sentir nos últimos dias.

Está um dia de Sol radioso em Leiria. Em todo o Portugal, pelo que dizem as notícias...
Comemora-se o Dia do Município(*) e o Dia da elevação da então vila de Leiria a Diocese(*) de Leiria, hoje, de Leiria-Fátima.
A cidade anda num grande alvoroço, tendas, barracas, barraquinhas, representando as várias Paróquias desta Diocese.
Segundo me apercebi, a Igreja Católica aproveitou o ensejo da recente visita do Papa Bento XVI ao Santuário de Fátima e este ano promoveu uma iniciativa com mais relevo do que nos outros aniversários. Ontem à noite houve uma Procissão a acompanhar a imagem de N. Sra. de Fátima desde o Centro de Turismo, no Jardim Luis de Camões até à Sé de Leiria. Hoje, toda a zona do antigo Rossio, Jardim e Largo 5 de Outubro de 1910, está engalanada a preceito para a "Festa da Fé". Lá se apresentam em confraternização todas as paróquias da Diocese.

Logo à noite vai proceder-se à inauguração da iluminação cénica da barbacã do Castelo de Leiria em sessão oficial na Rua Pero Alvito, a que bordeja a base do morro do Castelo, na parte virada a Norte/Nordeste.
-
(*) Em 22 de Maio de 1545, o Papa Paulo III, a pedido do rei de Portugal, D. João III, criava a diocese de Leiria com a bula "Pro excellenti apostolicae sedis", desanexando-a da de Coimbra. 
No mesmo ano (13 de Junho - Dia da Junta de Freguesia de Leiria), D. João III elevou a vila de Leiria a cidade.
...
Muitas peripécias foram, entretanto, surgindo, com o decorrer dos séculos, tendo mesmo a diocese de Leiria sido extinta em 30 de Setembro de 1881, por bula do Papa Leão XIII. Nesta altura 25 das 50 paróquias de Leiria foram integradas em Coimbra e as restantes ficaram a pertencer ao patriarcado de Lisboa.
O Papa Bento XV, depois de muitas e sucessivas diligências de leirienses e diversos Bispos, acabou por restaurar a diocese de Leiria com a bula "Quo vehementius" ,  de 17 de Janeiro de 1918.
...
A mensagem de Fátima daria à pequena diocese de Leiria uma verdadeira dimensão internacional. Assim, por decreto da Congregação dos Bispos. de 13 de Maio de 1984, confirmado pela bula "Qua pietate", com a mesma data, passou a designar-se "Diocese de Leiria-Fátima".
.
Ver "Leiria-Fátima" - Órgão Oficial da Diocese - Ano XII «» NÚMERO 34 «» JANEIRO/ABRIL «» 2004
(gentil oferta do Prof. Dr. Saul Gomes(y), ilustre historiador, que neste número escreveu "O ano do trigo sujo": as rendas do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra no Priorado de Leiria nas vésperas da criação do Bispado (1541-1545).
-
(y) Que também me deu a subida honra de escrever um Posfácio para o meu livro, ensaio histórico e monográfico da Freguesia da Barreira - Leiria, "Caminhos Entrelaçados" Ed. da Junta de Freguesia da Barreira, 2005.

Posted by Picasa

6 comentários:

direitinho disse...

Olá Nunes
Gostei das fotografias e do teu ar de repórter.
Ontem à noite ainda fui a Leiria e participei na procissão.
A noite estava maravilhosa e uma multidão cantava Avé, Avé Maria.
Chegado ao final da peregrinação o D. António Marto "botou" discurso e nós "basámos"
Poderíamos continuar mas temos em casa pessoas idosas e doentes e o medo de que aconteça o pior não nos deixa andar por lá.
Um abraço e votos de mais notícias desta nossa cidade.

carol disse...

O que eu fiquei a saber sobre Leiria! Mas, sinceramente, do que mais gostei foi da rosa amarela! Linda! Adoro rosas!

as-nunes disse...

Hoje, Domingo, o dia continua lindo.
Levantei-me da cama, já era 10 e meia. Não é habitual.
Fiquei cheio de inveja quando a minha mulher me disse que se levantou às 6 horas, o Sol estava a nascer e espectacular. Um amanhecer espectacular, garantiu-me ela.
Porque é que não me chamou para tirar uma fotografia!...

Muito obrigado, Luís e Carol.
A História ligada às nossas comunidades, perceber o porquê de certos "nadas", é deslumbrante e ajuda-nos à sintonização da nossa vida!

Mas, concordo cm a Carol. Aquela rosa amarela é uma dádiva dos deuses.

António

tulipa disse...

Olá António

Começo por lhe agradecer a visita a um dos meus blogues; desta vez, por acaso, as fotos não são minhas, estas do casamento na praia e ao ar livre fui buscá-las à net.
Já no outro blog "Momentos Perfeitos" tenho 3 fotos minhas, do "flirt" entre pombos que captei da m/varanda, no telhado de um prédio vizinho...
Gostaria que visse e desse a sua opinião, que para mim tem grande valor.

Cá por casa estou outra vez convalescente, há 11 meses tive uma pneumonia e parece que a mancha no pulmão reapareceu para me atormentar, fiz um RX na 6ª feira e vou amanhã repetir...enfim, coisas da vida!
E aí por casa, está tudo bem?

Pelo que leio, hoje há festa grande em Leiria - 23 de Maio - Em Leiria, a Festa da Fé, iniciativa da Diocese de Leiria-Fátima, continua em plena acção de rua. Os escuteiros estão particularmente activos.
Por cá também, é a conhecida "Feira de Maio".

Adorei a bela "rosa amarela" do seu jardim, na freguesia e paróquia da Barreira. Fez muito bem em a fotografar, antes que murchasse com este sol abrasador que se tem feito sentir nos últimos dias.

Até breve.
Um beijinho

elvira carvalho disse...

Bonitas as fotos. Gostei dos pinheiros. Sabe que nasci debaixo de um pinheiro manso?
E o marco do correio. autêntica preciosidade do passado que não vejo há anos.
Um abraço e uma boa semana

AVOGI disse...

Sol ? só se for por aí que aqui no meu rural...hmmmm, está forrado com humidade e chuva, sim, hoje choveu aqui na madeira kis :)