2012/10/18

E agora, povo?! ...



E agora, povo?!

Esta melia em tom dulcíssono
Postada ali mesmo em frente
Está bonita cores de outono
Com seu ar cândido e dolente

Que bom seria vivermos
Esse teu contentamento
E o nosso rumo invertermos
Neste lamentável momento

Há aqueles que se  amofinam
Por agora atentarmos em ti
Presunçosos mas não atinam
Estás muito bem assim, aí

Este Orçamento está péssimo
Sem qualquer margem de dúvida
Precisamos desse empréstimo
Mais uma tranche para a Dívida

-

Se o povo é quem mais ordena
Porque é que deixámos que os “novos senhores”
Tenham feito o que quiseram
E ainda lhes cresceu tempo
Para se porem ao fresco?

E agora, povo?! …
@as-nunes

6 comentários:

greentea disse...

agora , o POVO que se aguente.
E vai aguentar, como não sei , nem sei a volta que isto vai dar , mas que não fica tudo como dantes ai isso é q não!!!

Isabel Soares disse...

Já reparou que lhe "roubei" a árvore?

O OE só serve para no pôr a pedir esmola, ainda mais depressa.

Catarina disse...

Lindas cores outonais... que, infelizmente, apenas alimentam a alma.

as-nunes disse...

Bom dia, obrigado pela visita.

Vou ali, apreciar a luz do dia.
Esta zona do vale do lis, da sra. do monte, serra da maunça, Reguengo do Fétal, Fátima... transmite-me, hoje, uma sensação de calma que até me faz arrepiar! ...

Justine disse...

Agora não há outro caminho: seguir em frente, reclamar os nossos direitos, dismistificar as mentiras, denunciar os abusos, até que todos acordem e tenham a noção da força que temos, se estivermos unidos!

dilita disse...

Olá Sr. Nunes!
Ainda no rescaldo dumas férias baratas, mas nem por isso menos agradáveis, não tenho feito as m/ habituais visitas.Retomei hoje a ronda, e parei no dispersamente. Está cada vez mais valoroso,e também mais bonito.Apesar dos pesares,as flores ainda desabrocham... obra da Natureza, está visto!
Desejos de saúde e força para continuar, como sempre a dar-nos muito do seu saber.
Abraço.
Dilita