2007/09/16

A Família - o principal pilar da Vida

O Ocidente, disse o Dalai Lama, descobriu os segredos do progresso material. Mas com o preço de um «vazio» que separa as pessoas da «felicidade» que não pode ser preenchido por nenhum tipo de solução técnica. O «stress, a solidão, a depressão» são os sintomas da «negligência» a que têm sido votados os «valores interiores», diagnosticou.
A perda de influência da religião e a desintegração dos núcleos familiares foram apontados como desagregadores de uma «educação» que levava as pessoas a estarem mais próximas da vida interior e como causadores da erosão que sofreu o «sentido da compaixão» - a palavra mais escutada da tarde.
Para o líder espiritual, a «compaixão», no seu sentido de «preocupação genuína pelos outros» é a resposta para uma vida que tem a felicidade como meta. «Mas isto é algo que exige treino» e uma educação para uma «ética secular», não no sentido de excluir as religiões, mas de incluir também os que não acreditam, defendeu.
(Texto in "PortugalDiário" de 16/09/2007)
A Vida só tem sentido se cada um de nós meditar em torno da sua felicidade sem excluir a dos outros.
Mas cima de tudo, penso e tenho como garantido: "A Família é o principal pilar da VIDA".

4 comentários:

al cardoso disse...

Tambem sou daqueles que nada de mal vejo no "slogan": Deus, Patria e Familia!

Um abraco amigo do d'Algodres.

as-nunes disse...

Sem dúvida, caro amigo. Pode haver quem faça conotações radicais com o sistema político da altura em Portugal. No meu caso acontece que eu penso que há aspectos positivos como os há negativos, como sabemos, da actuação política (particularmente a que se relacionava com a liberdade de expressão e de organização política), mas que estas três palavras simbolizam conceitos fundamentais da vida em sociedade, naquela que nos dizia respeito imediatamente, pelo menos) creio não haver qualquer dúvida.
Pela Família sou capaz de todos os sacrifícios!
Um abraço, meu amigo.
António

Pandora disse...

Sem duvida que sim, no entanto julgo que o principal objetivo da nossa vinda a este mundo seja a obrigação de sermos felizes.Isso passa por fazermos os outros, que vivem à nossa volta, felizes. E não é dificil, basta sorrir.
Beijos

bettips disse...

"preocupação genuína pelos outros", menos egoísmo nosso, fazer mais pelo próximo...nem que seja só o mais próximo. Apreciei muito a mensagem serena do Dalai Lama, um contraponto à sangrenta escalada mundial (e escabrosa paisagem nacional). Obrigada...o Futuro era Agora, não o sabíamos ... Era a fruta boa de comer, na época. E plantar. Abraços