2011/06/12

13 de Junho - Dia da freguesia de Leiria




SAUDAÇÃO A LEIRIA


Linda cidade do Lis!
Majestoso o seu castelo
Esse monumento belo,
Alcáçova d´um trovador
Chamava-se ele Dinis -
- Rei poeta e lavrador,
Aos amores cantou os seus madrigais
Mandou plantar pinhais
Ali bem perto do mar
P´ra que à noite a maresia
Os pudesse vir beijar,
Pinheiros que foram história
Foram mastros de glória
De uma epopeia importante,
Pinheiros que foram naus -
- Caravelas do Infante;
Leiria abençoada
P´la rainha que foi santa,
Não sei se houve mão de fada?
Porque Leiria sempre encanta!
Aguarela verdejante
Diluída no seu rio
És d´uma beleza constante
Aos pintores faz desafio;
Cidade Laboriosa
Frenética no seu labor
Essa é a marca do povo -
- Do povo trabalhador.
A Praça Rodrigues Lobo
Em todo  seu explendor
É uma justa homenagem
Ao poeta - ao escritor;
Tanto havia p´ra dizer
Muito para contar
É da história esse dever
E também de se orgulhar
Cidade de mil cores
De lendas
De El-Rei e seus amores
Por poetas foi brindada
De tão ilustrada memória
Ficou nos anais da história
Leiria Musa Cantada...

Alzira Bento
Alcanena (Grupo de Cultura e Poesia de Alcanena)
(Versos inspirados num momento de expectativa
vivida pela autora em convalescença (há uns anos, não especificámos quando)
nesta cidade de poetas e musa inspiradora para
todos os poetas de todos os cantos do mundo...)

Salve, D. Alzira, nos seus muitos anos de vida
Salve, D. Alzira, pelo seu extremoso amor à poesia
Salve, D. Alzira, por estes inspirados versos a Leiria

Obrigado, D. Alzira, pela oferta destes maviosos versos a Leiria, ainda e só na versão dactilografada.
-
Mais sobre Leiria e o significado simbólico e histórico do dia 13 de Junho (de 1545) para a cidade.
Siga este link.
@as-nunes

6 comentários:

elvira carvalho disse...

Gostei do poema. E segui o link. Então amanhã também é feriado aí?
Um abraço e uma boa semana

rosa-branca disse...

Olá amigo, lindo poema de uma Leiriense de gema. Adorei. Beijos com carinho

Luís Coelho disse...

Bonito poema que sucintamente canta a história desta cidade.

Freguesia e sede de Conselho.
Uma terra de guerreiros
De gentes trabalhadoras
Diariamente a queremos num espelho
Sempre limpa,sem lixos nem cheiros

as-nunes disse...

Quanta gentileza! Caros amigos/as, muito obrigado, pela vossa presteza nestes belos e comoventes comentários.
É que eu Vivo Leiria como se fosse a minha terra natal.
Nasci em Viseu, fui para o Porto com um mês de idade, acho eu pelo que a minha mãe conta, cidade de onde regressei a Viseu aos 9 anos para lá regressar aos 16, para continuar a estudar. Estávamos em 1966 quando vim para Leiria.

Leiria, terra encantada
Sinfonia em melodia balada
Cidade de uma Zaida fadada
P´ra sempre por mim mimada.

Salve Leiria!

carol disse...

São bem bonitos os versos da Senhora D. Alzira. E Leiria também é bem bonita - e só não é mais porque não está bem cuidada na parte velha.

Quanto ao autor do blog... não sei se é mais apaixonado por Leiria ou pela sua moura Zaida encantada...

as-nunes disse...

Olá Carol

Leiria é um misto de sentimento de poético, de nostalgia, de fantasmas mouriscas, amores e desamores, faz-desfaz que até dói...

Um misto muito perturbante...

Mas é linda, quando a vemos com o coração!